O Marítimo B subiu este domingo ao topo da Segunda Liga ainda que à condição, após ter triunfado em casa por 1-0 diante do Trofense, em partida antecipada da 11ª jornada. A equipa “verde-rubra” marcou o único golo da partida perto do intervalo, num excelente lance de Edivândio, aos 42 minutos, que ditou a diferença mínima no marcador.

Num início de jogo dividido, foi a formação da Trofa, na estreia de Porfírio Amorim como treinador, que criou os primeiros lances de perigo. Aos 13 minutos, o colombiano Viafara cabeceou para grande intervenção de Welligton, desviando a bola para o poste esquerdo. Quatro minutos depois, nova oportunidade para o Trofense, num cruzamento-remate de Mateus Fonseca, que causou grandes dificuldades ao guardião brasileiro.

A partir dos 20 minutos, o conjunto insular tomou conta do jogo e instalou-se na área visitante, com o primeiro aviso a surgir num lance de bola parada, em que Edivândio desviou de cabeça sem sucesso. O Marítimo B continuou a pressionar e criou mais quatro apontamentos de registo no espaço de quatro minutos, por intermédio de Edivândio (36 minutos), Jorge Chula (37), Kukula (38) e Patrick Bauer (39). Após várias ameaças, o golo acabaria por surgir aos 42 minutos, numa interceção do “capitão” Ricardo Alves, que se tornou num passe para Edivândio, que surgiu nas costas da defesa adversária, contornou o guarda-redes Conrado e marcou. O Trofense podia ter respondido da mesma forma a um minuto do intervalo, mas o livre direto de Hélder Sousa passou a centímetros do poste direito da baliza dos insulares.

A segunda parte trouxe menos futebol, devido à falta de qualidade no momento de decisão dos ataques. À procura do empate, a equipa forasteira avançou mais no terreno e tentou o golo num remate forte de Maicon Assis, aos 68 minutos, mas Welligton travou as intenções nortenhas. No minuto seguinte, nova grande oportunidade, a partir de um livre de Hélder Sousa, que encontrou Luiz Alberto. O central rematou para mais uma excelente intervenção do guarda-redes “verde-rubro”, em tarde inspirada. O Marítimo B matinha a tendência do controlo da posse de bola mas o último lance de destaque a registar voltou a surgir do Trofense, num erro de Luís Miguel, mal aproveitado por João Jesus, que rematou à figura de Welligton.

Após nova vitória, a quinta nos últimos seis encontros, o Marítimo B é líder provisório, com 21 pontos, e afunda ainda mais o “lanterna vermelha” Trofense, que continua sem conhecer o sabor da vitória.

 

Jogo no Estádio da Imaculada Conceição, no Funchal.

 

Marítimo B-Trofense, 1-0.

Ao intervalo: 1-0.

Marcador: 1-0, Edivândio, 42 minutos.

Equipas

Marítimo B: Welligton, Tiago, Ricardo Alves, Patrick Bauer, Luís Olim, Pana, Nuno Rocha, Jorge Chula (Carlos Daniel, 38), Rúben Brígido (Luís Miguel, 85), Edivândio (Fábio Abreu, 77) e Kukula.

Suplentes: Rui Vieira, Filipe Oliveira, Luís Miguel, André Ferreira, Alemão, Fábio Abreu e Carlos Daniel.

Treinador: Ivo Vieira.

Trofense: Conrado, Mesquita, Dennis, Luiz Alberto, Matheus Zouain, Tiago (João Jesus, 85), André Viana (Jairo Padilla, 62), Mateus Fonseca (Maicon Assis, 62), Hélder Sousa, Preciado e Viafara.

Suplentes: Diogo Freire, Márcio, Marcelo, João Jesus, Maicon Assis, Rateira e Jairo Padilla.

Treinador: Porfírio Amorim.

Árbitro: Carlos Espadinha (Portalegre).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Ricardo Alves (53 e 84), Dennis (60), Pana (69). Cartão vermelho por acumulação de amarelos para Ricardo Alves (84).

Assistência: Cerca de 500 espetadores.

 

Foto CSMARITIMO.PT – Texto: Lusa