O Penafiel venceu hoje fora o Trofense, por 2-0, em jogo da 16ª jornada da Liga de Honra de futebol, no qual os visitantes jogaram cerca de uma hora com menos dois jogadores.

O resultado da partida começou desde muito cedo a ficar desenhado, depois de o Trofense ficar, logo aos sete minutos, em inferioridade numérica, depois de Feliz ter sido expulso. Dois minutos depois, o Penafiel, na marcação de uma grande penalidade, convertida por Manoel, colocou-se na frente do marcador.

A partir daqui, a equipa da casa ganhou ainda mais força e a pressão junto à baliza de Trigueira intensificou-se, mas alguma falta de sorte evitou que, nesse período, a bola entrasse na baliza.

Aos 40 minutos, Santos praticamente sentenciou a vitória do Penafiel, ao ver o segundo amarelo, deixando o Trofense com apenas nove jogadores.

A faltar um minuto para o intervalo, novamente Manoel, melhor marcador da Liga de Honra, com os mesmos oito golos de Adriano, da Oliveirense, bisou no encontro.

No segundo tempo, bastou à equipa da casa gerir da melhor forma o jogo de forma a manter o resultado, perante um Trofense desanimado e incapaz de criar soluções para contrariar a supremacia do Penafiel.

Jogo no Estádio Municipal 25 de Abril, em Penafiel.

Penafiel – Trofense, 2-0.

Ao intervalo: 2-0.

Marcadores:

1-0, Manoel, 09 minutos (grande penalidade).

2-0, Manoel, 44.

Equipas:

– Penafiel: Victor Golas, Dias, Allyson, Paulo Oliveira, Elízio, Rafa (Baptiste, 59), Pedrinha, Coronas, Rúben (Ferreira, 70), Manoel e Aldair (Mota, 84).

(Suplentes: Tiago, Valdemar, Baptiste, Ferreira, Guedes, Mota e Vítor).

– Trofense: Trigueira, David, Santos, Elvis, Pedro Araújo, Pedro Santos, Tiago, Edú (André Viana, 72), Zé Manel (Fábio Fortes, 57), Feliz, Reguila (André Carvalhas, 46).

(Suplentes: Marco, Dinis, Rafa, Fábio Fortes, Moura, André Viana e André Carvalhas).

Árbitro: Manuel Mota (Braga).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Santos (7 + 30), Zé Manel (19). Elízio (39), Pedro Araújo (52), Fábio Fortes (72). Cartão vermelho direto para Feliz (07). Cartão vermelho por acumulação de amarelos para Santos (30).

Assistência: Cerca de 2.000 espetadores.

Texto – Lusa : Foto – arquivo