Um golo na própria baliza de Dennis deu hoje a primeira vitória fora de casa ao Feirense, afundando ainda mais o cada vez mais último Trofense, em jogo da 18.ª jornada da Liga2 Cabovisão.

Num jogo em que se enfrentavam duas equipas que perseguem os mesmos objetivos, a fuga à despromoção, a primeira parte foi marcada por um futebol pobre e sem grandes oportunidades de golo.

Para o lado do Feirense apenas de registar um remate de Valente, aos nove minutos, que acabou nas mãos do guarda-redes Diogo Freire, pela primeira vez titular face à ausência do castigado Conrado.

O Trofense apenas se aproximou da baliza adversária perto do intervalo, aos 43 minutos, com Rateira a surgir isolado, mas Márcio Paiva saiu bem e defendeu.

Para os locais uma vitória significaria passar à frente o Feirense e sair do último lugar da tabela. Os visitantes também procuravam a primeira vitória fora de casa e acabar com um ciclo de maus resultados: não ganhavam desde a jornada 10 quando, em casa, bateram o União da Madeira por 1-0.

Após uma primeira parte jogada, essencialmente, no meio campo, com um ligeiro ascendente ofensivo dos homens de Santa Maria da Feira, ambas as equipas – separadas até aqui por apenas um ponto, mas após este jogo já por quatro – regressaram do balneário mais afoitas e concentradas.

Rateira, aos 57, tentou de longe com um remate forte, mas que foi para fora e a sorte acabaria por sorrir ao Feirense que viu Dennis marcar um golo na própria baliza após desvio de Tonel no poste direito, na sequência de um livre marcado por Xavier (61 minutos).

Com a desvantagem, a turma da Trofa encostou o Feirense à sua grande área, intensificando as investidas junto da baliza da equipa de Pedro Miguel, mas a bola teimou em não entrar.

Aos 88 minutos, Hélder Sousa atirou forte de longe para defesa em esforço de Paiva que assim evitou o empate e “afundou” ainda mais o “lanterna vermelha” desta II Liga.

C/Lusa