O Beira-Mar venceu este quarta-feira o Trofense por 3-0, com o médio Willyan em destaque, em encontro a contar para a 26.ª jornada da Segunda Liga portuguesa, disputado no Estádio Municipal de Aveiro.

O jogador brasileiro foi o “motor” da equipa aveirense, ao apontar dois golos e ao estar no lance da grande penalidade que originou o terceiro, contribuindo, de forma decisiva, para o segundo triunfo consecutivo do “onze” aveirense. Numa partida de sentido único, a formação “aurinegra” foi sempre dominadora e tirou partido da apatia do Trofense, que praticamente não rematou à baliza e proporcionou uma tarde tranquila ao guarda-redes Rui Rego. Aos oito minutos, o conjunto da casa adiantou-se no marcador, numa jogada de ataque rápido em que André Sousa fez o passe e Willyan só teve de empurrar para o fundo das redes da baliza de Conrado.

A formação de Aveiro continuou a dominar e chegou ao segundo golo ao minuto 28, numa jogada com os mesmos intervenientes: André Sousa no passe e Willyan a rematar, “bisando” na partida. O médio esteve sempre irrequieto e, aos 30 minutos, isolou-se frente ao guardião forasteiro, que fez falta na área e recebeu ordem de expulsão do árbitro Fábio Veríssimo. Na marcação da respetiva grande penalidade, o avançado Luiz Phellype não desperdiçou e apontou o terceiro golo da formação aveirense (33 minutos), fechando as contas do jogo. Após o intervalo, foi sempre o Beira-Mar que esteve mais perto de dilatar o triunfo, enquanto o Trofense nunca conseguiu esboçar uma reação ao futebol imposto pelos “aurinegros”. 

Jogo no Estádio Municipal de Aveiro.

Beira-Mar-Trofense, 3-0

Ao intervalo: 3-0.

Marcadores: 1-0, Willyan, 8 minutos. 2-0, Willyan, 28. 3-0, Luiz Phellype, 33 (grande penalidade).

Equipas

Beira-Mar: Rui Rego, André Nogueira, Jaime, Luís Gustavo, Daniel Martins, Dias, Hélder Tavares (Tiago Cintra, 46), André Sousa, Willyan (Nanu, 77), Pité e Luiz Phellype (Guilherme, 61).

Suplentes: Renato, Hugo Lopes, Tiago Cintra, Guilherme, Balacó, Ofori e Nanu.

Treinador: Jorge Neves.

Trofense: Conrado, Tiago Mesquita, Luiz Alberto, Márcio, Rateira, Tiago, Hélder Sousa, Jorge Inocêncio (Padilla, 54), João Jesus, Rafinha (Diogo Freire, 32) e Preciado (Mateus Zouain, 75).

Suplentes: Diogo Freire, Mateus Zouain, Dennis, Guevara, Marcelo, André Viana e Padilla

Treinador: Porfírio Amorim.

Árbitro: Fábio Veríssimo (Leiria)

Ação disciplinar: cartão vermelho direto a Conrado (30).

Assistência: cerca de 900 espetadores.

Fotos: Diário de Aveiro
Texto:C/Lusa