O Farense e o Trofense empataram hoje 1-1, em jogo da 16.ª jornada da Segunda Liga disputado em Faro, que representou a oitava partida consecutiva dos locais sem festejar uma vitória.

Os forasteiros, que voltaram a pontuar depois de duas derrotas seguidas, abriram o marcador na segunda metade, com uma grande penalidade convertida por Hélder Sousa, aos 52 minutos, mas a vantagem só durou seis minutos, até à igualdade garantida por Bilro (58).

No primeiro encontro de Antero Afonso, que ocupa de forma interina o cargo de treinador do Farense, depois da saída de Pedro Correia para abraçar um projeto na China, a equipa algarvia continuou a mostrar pouca criatividade e a apostar nos lançamentos longos, sem sucesso.

Em contra-ataque, a equipa da Trofa esteve perto do golo à passagem da meia hora, quando Ricardo evitou, com uma grande defesa, a tentativa de Rogério, enquanto, do outro lado, só de longa distância o Farense obrigou Rui Santos a esforçar-se, num “tiro” de Márcio Madeira (36).

No arranque da segunda parte, aos 52 minutos, uma mão de Diogo Silva na grande área levou o Trofense a chegar à vantagem, com a grande penalidade convertida por Hélder Sousa a ter resposta pouco depois.

Aos 58 minutos, o extremo Bruno Carvalho, saído do banco um minuto antes, centrou para o cabeceamento certeiro de Bilro, que estabeleceu a igualdade final.

A equipa algarvia, que não vence desde 01 de outubro (3-1 ao Olhanense, na nona jornada), dominou, mas não conseguiu somar uma única ocasião de perigo, face a um Trofense contente com o empate e que terminou o jogo em inferioridade numérica, depois da expulsão de João Pedro (88), por alegada agressão a Hugo Luz.

C/Lusa