Trofense e FC Porto B empataram este sábado 1-1, em partida da 23.ª jornada da II Liga, disputada na Trofa, que os locais estiveram a vencer durante mais de 80 minutos.

Um golo madrugador de Hélder Sousa (3′) e um já ao cair do pano, numa grande penalidade transformada por Tozé (89′), ditaram um empate na Trofa com os locais a verem-se reduzidos a dez unidades, por expulsão de Tiago Mesquita (88), nos últimos minutos de jogo.

Apesar da distância em termos classificativos – o FC Porto B, terceiro, e o Trofense, 19.º, estão separados por 18 pontos – a primeira parte foi equilibrada. Porfírio Amorim fez entrar de início Matheus Zouain, Neves e Dennis face ao “onze” que havia perdido por 5-0 em casa do Benfica B.

Por seu turno o treinador portista, Luís Castro, deu oportunidade a Kadu, André Silva, Tiago Ferreira, Mikel e Tozé em relação à equipa que alinhou e venceu, em casa, com o Beira-Mar (1-0).

Ainda estavam ambas as equipas a habituar-se a um relvado pesado devido à chuva e Hélder Sousa protagoniza a primeira jogada de ataque da partida, culminando num golo de remate cruzado, na esquerda, aos três minutos. O FC Porto B reagiu bem à desvantagem e “carregou” para o ataque. Aos 14 minutos, Conrado travou com dificuldade um cabeceamento de Kayembe. Rateira, com um remate muito forte de fora da área, podia ter feito o segundo, aos 25, mas a bola foi à barra da baliza dos “dragões”.

E, até ao intervalo, de registar mais duas oportunidades, uma para cada lado: Tozé atirou ao lado (28 minutos) e Viafara atirou contra o corpo de Kadu (44). A segunda parte começou como a primeira, com um Trofense mais afoito mas com o FC Porto B bem organizado. Aos 48 minutos, foi a vez de Mateus Fonseca pôr à prova o guardião portista. A bola chegou a entrar em ambas as balizas, primeiro por intermédio de Viafara (55 minutos) e depois por Caballero (70), mas o juiz leiriense José Faustino considerou que ambos os lances foram em fora-de-jogo.

Márcio, aos 76, acabaria por protagonizar um “milagre” ao cortar um remate de André Silva, mesmo em cima da linha de baliza, quando o guardião Conrado estava muito adiantado. No último quarto de hora da partida o clube da Trofa foi encostado à sua área defensiva com os “azuis e brancos” a “dispararem” de todos os lados. Valeu a atenção de Conrado que, outra vez “miraculosamente”, negou o golo a Garcia, aos 79.

O FC Porto B, no último minuto do tempo regulamentar, acabou mesmo por alcançar o empate, na conversão de uma grande penalidade por Tozé, que castigava falta de Tiago Mesquita sobre Caballero (89).

Jogo no Estádio do Clube Desportivo Trofense, na Trofa.

Trofense-FC Porto B, 1-1.

Ao intervalo: 1-0.

Marcadores: 1-0, Hélder Sousa, 3 minutos. 1-1, Tozé, 89 minutos (grande penalidade).

Equipas:

Trofense: Conrado, Tiago Mesquita, Dennis, Márcio, Matheus Zouain, Tiago, Hélder Sousa, Neves, Mateus Fonseca (Maicon Assis, 78), Rateira e Viafara (Guevara, 90). (Suplentes: Diogo Freire, Rafinha, João Jesus, Maicon Assis, André Viana, Paulo Monteiro e Guevara). 
Treinador: Porfírio Amorim.

FC Porto B: Kadu, Victor Garcia, Tomás (Pavlovski, 73), Tiago Ferreira, Quiñones, Leandro (Caballero, 62), Mikel, Pedro Moreira, Kayembe, Tozé e André Silva (Ivo, 80). (Suplentes: Matos, Caballero, David Bruno, Zé António, Pavlovski, Frederic e Ivo). 
Treinador: Luís Castro.

Árbitro: José Faustino (Leiria).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Tiago Mesquita (17 e 88), Mikel (67), Victor Garcia (71), Viafara (80), Tozé (90), Márcio (90) e Quiñones (90+1). Cartão vermelho, por acumulação de amarelos, para Tiago Mesquita (88).

Assistência: cerca de 1.500 espectadores.

C/lusa