Mafra e Trofense empataram hoje a zero, no Estádio Municipal de Mafra, num encontro da sexta jornada da II Liga portuguesa de futebol com poucas oportunidades e maior domínio dos anfitriões.

Com este resultado, os ‘saloios’ passam a somar 10 pontos e ocupam a quarta posição da classificação, enquanto a equipa de Rui Duarte soma sete e está agora no 10.º posto.

Com o vento a dificultar a missão das duas equipas, o Mafra tomou conta da iniciativa de jogo desde cedo, mas sem conseguir criar verdadeiras ocasiões de perigo.

Os lances mais sonantes do primeiro tempo ficaram guardados para os últimos minutos e o primeiro pertenceu ao Trofense, com Bura a salvar os ‘saloios’.

Num lance em que o Mafra procurava, uma vez mais, a baliza adversária, o Trofense respondeu num contra-ataque rápido, Miguel Santos precipitou-se a sair da baliza e Diedhiou, com a baliza à mercê, viu Bura estragar-lhe os planos com um corte de cabeça no limite.

A equipa de Ricardo Sousa respondeu ainda antes do intervalo, num lance a dois tempos. Numa bola perdida no miolo da área, Aparício rematou para defesa vistosa de Rogério e, na sequência do lance, Pedro Lucas cabeceou a rasar a trave.

A segunda parte começou com uma perdida incrível de Andrezinho. Rodrigo Martins voltou a ganhar a linha de fundo no flanco direito, meteu a bola ao segundo poste, mas Andrezinho, num toque em esforço, não conseguiu acertar com a baliza a poucos metros da linha de golo.

Aos 68 minutos, Rodrigo Martins assumiu o papel de finalizador, mas também não mostrou pontaria. Após cruzamento de Pedro Lucas, o extremo apareceu ao segundo poste, mas, na hora de rematar, trocou os pés e a bola perdeu-se pela linha de fundo.

A queimar o minuto 90, Gui Ferreira protagonizou a última oportunidade de golo do jogo, para o Mafra. O defesa marcou um livre direto descaído para a direita, a bola saiu a roçar o poste e, na recarga, Okitokandjo não foi capaz de fazer a emenda.