Um golo solitário de Brayan Riascos e uma exibição perfeita do guarda-redes Diogo Freira deram hoje a vitória ao Trofense, em Viseu, frente ao Académico, em jogo da 37.ª jornada da Liga2 Cabovisão.

Numa partida não muito bem jogada e depois de meia-hora sem grandes lances de perigo, a primeira oportunidade de golo foi para a equipa da casa, quando Cafú rematou para a primeira de um série de grandes defesas do guarda-redes do Trofense.

O Académico estava mais perigoso no jogo e, aos 34 minutos, Tomé esteve perto do golo. Respondeu o Trofense e Preciado, no lance seguinte, poderia ter feito o golo para a equipa da Trofa, mas permitiu a intervenção da defesa viseense.

Na segunda parte e aos 53 minutos, o lance que decidiria a partida. Brayan Riascos ganhou um lance a Cláudio e bateu Janota.

Em vantagem, o Trofense cerrou fileiras na defesa de três pontos preciosos na fuga à descida.

Com Diogo Freire inspirado na baliza do Trofense, e com algum antijogo à mistura, o Trofense conseguia conter as tentativas dos viseenses de chegar ao empate.

Ricardo Chéu apostava tudo na frente, mas as tentativas de chegar ao golo terminavam todas em Diogo Freire.

No final, uma derrota que atrasa o Académico de Viseu na corrida ao “play-off” de acesso à I Liga, onde os viseenses ainda sonhavam chegar, e três pontos que relançam o Trofense na luta pela manutenção na II Liga.

foto: arquivo