Quem o diz são os sites de apostas desportivas portugueses, como a Betway, que escolheram o Trofense como o vencedor menos provável do encontro da 3.ª eliminatória da Taça de Portugal frente ao Sporting de Braga. A previsão dos sites de apostas desportivas não é inesperada, principalmente tendo em conta as diferenças de estatuto e orçamento entre os dois clubes. Enquanto que o Trofense disputa a Série C do Campeonato de Portugal, o Sporting de Braga é o 4.º favorito à conquista do campeonato português de acordo com as odds estipuladas pelo site da Betway. Ainda assim, o bom momento de forma do Trofense no Campeonato de Portugal pode ser um bom prenúncio para o histórico emblema da Trofa, que é orientado por António Barbosa, um técnico natural de… Braga.

Início de temporada do Trofense tem dado que falar

Um dos principais favoritos à conquista da Série C do Campeonato de Portugal, o Trofense tem usufruido de um promissor começo de temporada, não só no campeonato como na Taça. Os pupilos de António Barbosa contam com 3 vitórias e 2 empates nas duas primeiras jornadas da época 2020/21, destacando-se dos rivais mais próximos: o Paredes, o Gondomar, e o Salgueiros. O percurso na Taça de Portugal fica até ao momento marcado por duas vitórias. Primeiro frente ao Vila Meã, num empate a zero muito renhido que teve que ser resolvido com recurso às grandes penalidades, e de seguida frente ao Águeda, num jogo que o Trofense venceu por 4 bolas a 2. No jogo da 2.ª eliminatória da Taça de Portugal, António Barbosa escolheu um 11 forte e garantiu a vitória com golos de Keffel, Adilson Silva (duas vezes), e Alan Júnior (de grande penalidade). O encontro da 3.ª eliminatória da Taça frente ao Sporting de Braga será o primeiro em que os sites de apostas desportivas, como a Betway, não elegeram o Trofense como a equipa favorita à vitória.

Muitas caras novas no ataque à promoção

Depois do Trofense ter terminado num desapontante 12.º lugar na temporada passada, o clube operou uma pequena revolução no plantel, contratando muitas caras novas no estabelecimento de uma equipa ambiciosa capaz de lutar pela promoção à LigaPro. A saída mais sonante foi a do jovem avançado angolano Capita, que assinou pelo Lille de França. No sentido inverso, chegaram ao Trofense vários reforços de peso, muitos deles vindos de equipas da segunda liga portuguesa.
Entre as caras novas encontram-se o guardião português Serginho, um veterano dos campeonatos profissionais que representou o Vitória de Guimarães durante 6 anos; o defesa-central de 30 anos João Faria, que brilhou ao serviço de equipas como o Merelinense e o Vizela; o jovem médio defensivo Matheus Índio, contratado ao São Caetano do Brasil (e que já integrou o 11 da jornada da série C do site desportivo ZeroZero); o experiente médio centro Vasco Rocha, que jogou durante muitos anos no Paços de Ferreira; e ainda o avançado brasileiro Alan Júnior, um ex-Leixões que chegou a jogar pelas equipas B do Braga e do Benfica. Há ainda Keffel, jovem defesa-central ex-Retrô, que tem sido uma das revelações do Trofense na presente temporada.