Maitê Proença apresenta peça de teatro em Famalicão

 

 

 

 

 

A actriz brasileira Maitê Proença é o grande destaque da programação cultural da Casa das Artes de Vila Nova de Famalicãono mês de Fevereiro.

A actriz bem conhecida dos portugueses pela sua participação em novelas como “Dona Beija”, “A Guerra dos Sexos” ou“Felicidade”, estará em Famalicão, nos próximos dias 22 e 23, para apresentar a peça da sua autoria, intitulada “Achadas e Perdidas”.

O espectáculo, que marca a estreia de Maitê Proença como autora, é uma adaptação do seu livro "Entre Ossos e a Escrita", que reúne as melhores crónicas que escreveu para a revista “Época”, retratando a reflexão de si mesma e do quotidiano, com pitadas de humor, ironia, ternura e peculiar sinceridade.

Dirigido por Roberto Talma e interpretado por Maitê Proença e Derziê Luz, o espectáculo "Achadas e Perdidas" é baseado em sete histórias que falam sobre o amor, o futebol, a morte, os homens, as mulheres e as meninas, lançadas no olhar humano das situações da vida. A peça está marcada para as 21h30 e a entrada custa 20 euros.

A música electrónica é outro dos grandes destaques da Casa das Artes, para o próximo mês, com a presença de alguns dos mais prestigiados nomes deste género musical. Ao longo dos dias 2, 3 e 16, Famalicão irá acolher a Mostra da Música Electrónica, tendo como convidados no primeiro dia o Duo 505, B. Flischmann & Herbert Weixelbaum, no segundo dia os portugueses MAU (Man and Unable), e por fim os Luomo Paper Tiggers, com Vladislav Delay. Flischmann e Herbert juntaram-se depois de terem sido convidados a tocar juntos no festival vienense “Gurtel Nightwalk”, um encontro singular que fez clique imediato. Aliás, para perceber onde começa e acaba a colaboração é necessário ouvir alguns dos temas tocados em conjunto. À tona aparece a melancolia – a habitual qualidade (e quase marca-de-água) de Fleischmann. Melancolia com pop instrumental repleta de suspiros ambientais, progressões fáceis de seguir.

No dia 3, pelas 22h00, a banda MAU irá apresentar o seu primeiro álbum de originais. Elogiados pela crítica pelo “som electrónico, inovador e criativo de um projecto multiétnico que ainda vai dar muito que falar”, os MAU são considerados “uma das bandas mais promissoras no âmbito da música electrónica. Nas participações especiais, destacam-se temas como “No Beat Can Break” e “Plastic Love”, que fizeram parte da banda sonora do mediático filme “O Crime do Padre Amaro”. No novo anúncio da TMN, os MAU assinam o tema “It’s Lovely” que faz parte do novo álbum da banda.

No dia 16, pelas 21h30, é a vez dos Luomo “Paper Tigers” subiram ao palco da Casa das Artes, com a presença de Vladislav Delay. Depois de vários sucessos na editora Force Inc, o homem mistério por trás do projecto Luomo, revelou ser o incomparável Vladislav Delay. Com os seus ritmos, tecno, inclinações housiers e linhas funk, conquistou as pistas de dança por todo o mundo.

 

TEATRO CELEBRA CENTENÁRIO DE MIGUEL TORGA

 

A Casa das Artes associa-se às celebrações dos 100 anos do nascimento do poeta Miguel Torga, que decorrem um pouco por todo o país, ao longo do mês de Fevereiro. Neste âmbito, a Jangada Teatro apresenta nos dias 9 e 10, pelas 21h30, a peça de teatro “O Paraíso”.

O espectáculo baseado no texto de Miguel Torga começa com a expulsão de Adão do paraíso, como resultado da ira de uma qualquer identidade ofendida. A peça traduz o início de uma via-sacra, em que o autor reconhece ter perdido a graça de não conhecer o mal, deixando de viver de olhos angélicos no seio da natureza.

No âmbito musical destaque ainda para o jazz, com a presença de “Mendes & Barros 4tet”, no dia 24, pelas 22h00. O quarteto que junta músicos de diferentes sensibilidades e tendências, com o objectivo de conseguir um som colectivo, preservando as expressões individuais, reinterpreta temas do reportório tradicional ao moderno e originais, com uma abordagem intimista que valoriza a expressão melódica e a cumplicidade/liberdade rítmica e harmónica.

 

SEMANA CULTURAL CHINESA COM MUITAS INICIATIVAS

 

Numa altura em que o tema da imigração chinesa está na ordem do dia em Portugal, a Semana Cultural Chinesa, organizada pela Casa-Museu Soledade Malvar em conjunto com a Casa das Artes, propõe-se aproximar as comunidades lusas e chinesas dando a conhecer esta cultura milenar.

No âmbito desta iniciativa irão decorrer uma série de actividades, com destaque para exposições, fóruns e palestras e a exibição de filmes, como “Mãe Bonita”, de Sun Zhou, “O Caminho para Casa”, de Zhang Yimou, e “Nem um a menos” também de Zhang Yimou.

Destaque ainda para a exposição de fotografia “Two Moons” de António Sá. A mostra que estará patente entre 5 e 28 de Fevereiro, retrata dois mundos geograficamente e culturalmente muito distintos, mas ao mesmo tempo, semelhantes naquilo que é o essencial da existência humana. Por um lado, a família Wang, proveniente da remota aldeia Dazue, aninhada junto às águas do lago Lugu, entre as províncias chinesas de Yunnan e Sichuan. E por outro a casa de Two Moons, uma mulher descendente de nativos americanos da tribo Zuni, que vivia com Jacob Sandoval, seu companheiro, e JJ (Jay-Jay), o mais novo de nove filhos, numa aldeia de Novo México.

“Estas foram das experiências mais marcantes da minha vida como fotógrafo. Durante a estadia na China não podia imaginar que iria conhecer um dia esta peculiar família americana. E quando os encontrei, já não podia deixar de pensar nos Wang e de como estas duas histórias se tocavam ou, pelo menos, me tocavam. Dois mundos, duas faces do mesmo planeta. Two Moons se quiserem”, refere António Sá.

A mostra de entrada livre pode ser visitada de terça a sexta-feira, das 10h00 às 19h00, e durante os dias em que haja espectáculos.

 

FICHAS TÉCNICAS

 

MOSTRA DE MÚSICA ELECTRÓNICA – 1

DUO 505 – B. FLEISCHMANN & HERBERT WIXELBAUM (DE)

Dia 2 | 21h30 | grande auditório

Entrada: 7 euros

www.bfleischmann.com

MOSTRA DE MÚSICA ELECTRÓNICA – 2

MAU – MAN AND UNABLE (PT)

Dia 3 | 22h00 | café-concerto

Entrada: 5 euros

www.projectmau.com/ecards/mau_pt.html

www.projectmau.com

TEATRO

O PARAÍSO – Miguel Torga pela Jangada Teatro

Dias 9 e 10 | 21h30 | grande auditório

Entrada: 7 euros

Texto Miguel Torga Espaço Cénico e Encenação Carlos Lamego Elenco Faria Martins, Luiz Oliveira, Neusa Fangueiro, Patrícia Ferreira, Vítor Fernandes, Xico Alves Música Original Tiago Conceição Cenografia e Figurinos Ângela C. Desenho e Luz Miguel Ângelo Luminotecnia e Sonoplastia Nuno Tomás

MOSTRA DE MÚSICA ELECTRÓNICA 3

LUOMO – “PAPER TIGERS” de Vladislav Delay (DE)

Dia 16 | 21h30 | grande auditório

Entrada: 7 euros

www.luomoweb.com

TEATRO COMÉDIA

ACHADAS E PERDIDAS – Maitê Proença

Dias 22 e 23 | 21h30 | grande auditório

Entrada: 20 euros

FICHA TÉCNICA

Autora Maitê Proença Director Roberto Talma Dramaturgia Maitê Proença, Luiz Carls Góes Director Assistente Daniel Dias da Silva Voz Off Pedro Paulo Rangel, Roberto Talma Elenco Maitê Proença, Clarisse Derzié Luz Cenógrafo Fábio Namatame Figurinista Cao Albuquerque Assistente de Figurinos Luísa Carneiro da Cunha, Júlio Sanches Iluminador Nelson Ferreira Design Gráfico Cubículo Assessoria de Imprensa Editor – Edison Paes de Melo Contra Regras Alex Tiburcio, Jonatas Alves Operador de Luz André Ferreira Operador de Som e Vídeo Fernanda Mantovani Camareira Nájala Almeida Produção Executiva Sueli Gonçalves,

Leandro Oliva, Sarah Nasralla, Ilana Marion Direcção de Produção SP Neusa Andrade Administração SP Eliete de Andrade

QUARTETO DE JAZZ

MENDES & BARROS 4 TET

Dia 24 | 22h00 | café-concerto

Entrada: 5 euros

 

Exposição de Fotografia

“TWO MOONS” de António Sá

Patente entre 5 e 28 de Fevereiro | foyer

Informações e reservas:

CASA DAS ARTES DE VILA NOVA DE FAMALICÃO

Parque de Sinçães

Telefone: 252 371304 / 252 371297

Fax: 252 371299

E-mail: casadasartes@cm-vnfamalicao.pt