É a segunda chicotada psicológica do Trofense. Vítor Campelos deixou o comando técnico do clube, devido “os maus resultados que reduziram as hipóteses de o clube se manter na 2.ª Liga”, anunciou fonte do clube.

A gerência da Sociedade Desportiva Unipessoal por Quotas (SDUQ) e o treinador acertaram a rescisão “por mútuo acordo”. Com o treinador saem também os adjuntos Marco Alves e Pedro Neves.

Vítor Oliveira comandará a equipa sénior profissional “até ao fim da época” e o objetivo passa por “não ficar em último lugar”. O técnico já tinha assumido funções interinas da 20.ª à 23.ª jornada, aquando da saída de Porfírio Amorim.

A saída de Campelos surge um dia depois de o Trofense ter somado a 25.ª derrota no campeonato, no domingo, diante do Vitória de Guimarães, por 2-0. Em 40 jornadas, somou sete vitórias e oito empates.

Com seis partidas por disputar, e com 18 pontos em jogo, o Trofense soma 29 pontos e está a 13 do clube que está, imediatamente, acima da “linha de água”.

O próximo encontro oficial do Trofense está agendado para domingo, pelas 16 horas, em casa frente ao Olhanense.

Até ao momento, ainda não foi possível estabelecer contacto com Vítor Campelos.