Naval e Trofense empataram (0-0) hoje, em jogo da 38ª jornada da II liga de futebol, disputado na Figueira da Foz, resultado que penaliza a falta de eficácia da formação da Trofa.

O vento forte que se fez sentir condicionou a ação das duas equipas ao longo do jogo, porém, nada pode justificar a ausência de ideias dos dois conjuntos, que acabaram por protagonizar um mau espetáculo de futebol.

No decurso dos primeiros 45 minutos a turma da casa, a jogar com o vento pelas costas, assumiu o jogo. Todavia, pertenceram ao Trofense os dois lances de maior perigo, protagonizados por Rateira (33) e Paulino (38).

Na etapa complementar inverteram-se os papéis. O Trofense, beneficiando do vento, tomou a iniciativa de jogo, pressionou o adversário e foi a equipa que mais procurou o golo.

Valeu aos da casa a boa exibição de Taborda que, com três defesas arrojadas, aos 50, 59 e 71 minutos, evitou que os da Trofa chegassem ao golo, garantindo o terceiro jogo consecutivo da equipa sempre a pontuar.

O Trofense só pode queixar-se de si próprio. Os níveis de eficácia deixaram muito a desejar numa equipa que nas últimas três jornadas marcara oito golos

Face ao empate, Naval e Trofense mantêm o 16.º e 19.º lugares da tabela, somando agora 41 e 39 pontos, respetivamente.

 

Fonte: Lusa