Select Page

Governo desbloqueia verba de 5,3 milhões para requalificar Hospital de Santo Tirso

Governo desbloqueia verba de 5,3 milhões para requalificar Hospital de Santo Tirso

O Governo vai investir cerca de 5,3 milhões de euros na requalificação do Hospital de Conde de São Bento – Unidade de Santo Tirso, no Porto, adiantou à Lusa o grupo parlamentar do PS.

Em comunicado, o PS explica que a aplicação dos 5,3 milhões de euros será feita de forma faseada, passando por um investimento de 500 mil euros ainda este ano, dois milhões de euros em 2020 e 2,8 milhões de euros em 2021.

“O anúncio do executivo veio em resposta a uma pergunta feita pelos deputados do PS eleitos pelo círculo do Porto, cujo primeiro subscritor foi o socialista Fernando Jesus”, explica. Os parlamentares do PS recordaram que, durante o anterior Governo de direita, foi anunciada a intenção de entregar a gestão do Hospital de Santo Tirso à Santa Casa da Misericórdia.

Essa decisão mereceu a contestação das populações e das autarquias porque “colocava em risco o futuro” do Serviço Nacional de Saúde (SNS), culminando com o parecer negativo do Tribunal de Contas, lembram.

“O atual Governo procedeu à reversão deste processo, mantendo o Hospital de Santo Tirso sob gestão do SNS”, sublinharam os socialistas, acrescentando terem sido anunciadas várias medidas urgentes, entre as quais a requalificação das atuais instalações e a construção de um novo edifício com vista a aumentar e melhorar o internamento, designadamente no que toca à área da saúde mental.

Em outubro, o PS de Santo Tirso exigiu que a verba para as obras no hospital integrasse o próximo Orçamento de Estado (OE), permitindo este ano o seu arranque, reclamou, na altura, o então presidente da concelhia, Joaquim Couto.

Em conferência de imprensa, o então também autarca de Santo Tirso considerou “inaceitável que as verbas do investimento continuem bloqueadas na Secretária de Estado do Tesouro”, demora que, a manter-se, fará com que a unidade de Santo Tirso do Centro Hospitalar do Médio Ave (CHMA) “passe a disponibilizar apenas o mínimo dos mínimos” dos serviços que presta.

Dias depois, o PSD de Santo Tirso acusou o PS local de “impotência” no desbloqueamento das verbas para as obras do hospital, respondendo o autarca socialista que os social-democratas querem a degradação daquela unidade. Na altura, em comunicado enviado à agência Lusa, os sociais-democratas acusaram Joaquim Couto de ter “encenado uma posição de força” quando, em conferência de imprensa, “instou a população a manifestar-se na rua por novos investimentos”.

Lusa

Videos

Loading...

Siga-nos

1ª página da edição papel

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização