Como as  urnas da freguesia do Muro,  estiveram encerradas até às 11:00 foi convocado novo acto eleitoral para daqui a dois dias, disse a Governadora Civil do Porto.

“Verificarmos a persistência dessa impossibilidade [abrir a mesa de voto] a única coisa que vamos fazer é convocar novo acto eleitoral para daqui a 48 horas”, referiu hoje Isabel Santos em declarações à agência Lusa.

As urnas na freguesia do Muro não abriram por falta de comparência dos elementos da assembleia de voto das duas mesas.

 Carlos Martins, Presidente da Junta de Freguesia do Muro explicou que os elementos que constituíam as assembleias de voto para as eleições presidenciais de hoje faltaram à chamada como forma de protesto pelo atraso nas obras do metro.

Aos elementos das mesas que não compareceram pode ser aplicada uma multa que vai, segundo a lei, de mil escudos (cindo euros) a 10 mil escudos (cinquenta euros).

Lusa