policia-judiciariaA Polícia Judiciária do Porto anunciou hoje a detenção de quatro jovens, suspeitos da autoria de 13 crimes de assalto à mão armada, sequestro e posse de arma proibida, ocorridos nos últimos meses em vários concelhos do país.

Os detidos são dois casais, com idades entre os 17 e 26 anos, todos sem profissão conhecida, não tendo a PJ adiantado qualquer informação sobre a data, o local e as condições em que ocorreu a detenção.

Os crimes, que decorreram entre Outubro e Fevereiro, tiveram lugar em estabelecimentos comerciais de Matosinhos, Póvoa de Varzim, Vila do Conde, Trofa, Ovar, Famalicão, Espinho, Maia, Marco de Canaveses, Ílhavo, Alcobaça, Sátão e Caminha.

Segundo a PJ, os detidos “entravam nos estabelecimentos e, com o pretexto de fazer compras, abordavam os empregados, apontando-lhes uma arma de fogo, após o que os amarravam e amordaçavam”.

De seguida, ainda segundo esta força policial, os detidos retiravam aos funcionários os cartões de crédito e de débito, “obrigando-os a ceder-lhes os respectivos códigos, com os quais faziam levantamentos em caixas automáticas, de montantes diversos, que utilizavam em proveito próprio”.

 

Na sequência das investigações realizadas, a PJ apreendeu uma arma de fogo, duas viaturas e diversos documentos.

Na operação que culminou com estas quatro detenções, foi ainda detido outro indivíduo, sobre o qual existia um mandado de captura por condução ilegal.
Este detido já foi conduzido ao estabelecimento prisional para cumprir a pena a que foi condenado.

Lusa