Construir um Centro de Acolhimento para Crianças em Risco é o mais recente projecto que a Santa Casa da Misericórdia da Trofa pretende implementar. Esta estrutura terá capacidade para albergar por um período de seis meses cerca de 40 crianças em risco.

 Imagem arquivo A Misericórdia da Trofa já lançou o projecto de construção do Centro de Acolhimento de Crianças e Jovens em Risco, que terá por finalidade o acolhimento urgente e transitório de crianças, proporcionando condições para a definição do seu projecto de vida adequado.

O centro poderá acolher por um período não superior a seis meses 40 crianças e jovens com idades que vão desde os primeiros dias de vida até aos 12 anos e que vivem em situações de risco, como abandono, negligência, maus tratos físicos e psicológicos e abusos sexuais, visando satisfazer as necessidades básicas num contexto institucional o mais aproximado possível da estrutura familiar.

A grande aposta deste projecto passa pela intervenção junto da família de origem, com vista à reintegração do menor no seio familiar. A instituição actuará junto de crianças e jovens da Trofa e outros concelhos, conforme a determinação legal.

Promover o apoio sócio-educativo adequado à idade e características pessoais de cada criança ou jovem é outro dos objectivos deste centro que será edificado num terreno da Santa Casa da Misericórdia, no lugar da Abelheira, em S. Martinho de Bougado, e cuja conclusão está prevista para 2009.

A obra está avaliada em cerca de um milhão e quinhentos mil euros e ainda não está confirmada a obtenção de qualquer financiamento estatal.

Para cobrir o investimento a Casa da Misericórdia da Trofa está a promover uma campanha de angariação de fundos a cargo de um grupo de voluntários para a obtenção de apoios financeiros da comunidade para a construção do edifício.

A instituição espera também contar com "o apoio de todos na obtenção de vestuário, calçado, brinquedos, fraldas, géneros alimentícios e material escolar para as crianças".

Os donativos deverão ser entregues na sede da Misericórdia da Trofa em horário de expediente, sendo dos mesmos emitido o correspondente recibo para efeitos fiscais.

Recorde-se que além desta valência, a Santa Casa da Misericórdia está a construir, ao abrigo do Programa Pares, uma creche na freguesia de S.Romão do Coronado, cuja primeira pedra foi lançada pelo Ministro do Trabalho e da Solidariedade, Vieira da Silva.

Esta nova valência vai albergar crianças dos "quatro meses aos cinco anos de idade, mas só a parte da creche é financiada pelo Estado", afirmou Amadeu Castro Pinheiro, Provedor da Santa Casa da Misericordia da Trofa. O Provedor adiantou ainda que "o restante financiamento terá de ser a Misericórdia a assumir". No entanto a autarquia da Trofa garantiu que "vai financiar em 30 por cento o valor do investimento".

O projecto cujas obras arrancaram em Dezembro vai permitir albergar 130 crianças e está dotado de berçário para a creche, salas de jardim de infância, cozinha, refeitório e diversas valência para apoiar as crianças que já a partir de Setembro de 2008 vão ingressar na instituição.