quant
Fique ligado

Desporto

Como as apostas desportivas online têm aumentado em Portugal

Publicado

em

Todos os anos aumenta o número de pessoas que navegam na Internet em busca de entretenimento. Os jogos não são uma exceção. Hoje, as pessoas podem jogar e fazer apostas nos seus clubes preferidos no conforto das suas casas tranquilamente e de forma protegida.

Mas afinal, o que fomentou esse aumento de adeptos e o crescimento de plataformas de jogo e apostas desportivas online? 

As receitas brutas de apostas online em Portugal cresceram muito no último ano. Um dos principais motivos desta subida foi o Mundial de Futebol, que teve início no passado mês que Junho, ficando responsável por 20% das apostas desportivas.

Em 2016, registou-se algo semelhante com o Campeonato Europeu de Futebol. Sem dúvida que este desporto move milhões, sobretudo no nosso país, e agora isso é também evidente nas apostas online.

De acordo com a SRIJ (Regulação e Inspeção de Jogos), o futebol representa mais de 70% das apostas desportivas online, estando muito à frente do basquetebol e do ténis  que apresentam uma percentagem de 10,6% e 9,6%, respetivamente.

O dinheiro gerado por essa actividade online tem batido records e acreditamos que este crescimento tenha sido largamente impulsionado pela reformulação da legislação do jogo online pelo governo português, em 2015.

Outro fator que definitivamente despoletou este crescimento foi o aumento das apostas nos jogos sociais como as Raspadinhas e o Placard. Por todos os cafés e quiosques vemos pessoas a apostar nestes jogos diariamente. Agora que se tornou possível fazê-lo em casa, no computador ou smartphone, o alcance aumentou e, por efeito, os números do mercado, também.  

O bingo cresceu no último ano em mais de 50 milhões de euros, seguindo-se dos casinos que viram as suas apostas online a subir em quase 4% desde a nova legislação. Há alguns anos sem legislação sobre o assunto, o poker tornou-se protegido por lei no nosso país. Sendo também reconhecido como um desporto mental, com inúmeros benefícios, é fácil entender porque o número de jogadores desta modalidade aumentou exponencialmente em plataformas online confiáveis como a PokerStars.

Neste momento, e desde a nova legislação em 2015, foram concedidas doze licenças de jogo online. Nos próximos meses o número vai, muito provavelmente, duplicar dado o número crescente de pedidos de várias entidades. Segundo a SRIJ, estão este momento mais onze pedidos por aprovar.


Como revelou o Jornal Público no passado mês de Junho, desde 2015 – e até março deste ano – já se registaram receitas brutas de 208 milhões de euros nas apostas online. Destes 208, 82 milhões dizem respeito a jogos de fortuna e azar como o black jack, e outros 125,7 milhões são de apostas desportivas, com destaque para o futebol. O poker, vale lembrar, não se abarca nesse universo, já que é considerado prática de habilidade e não de sorte. 
bet-dice-fence-262525.jpg
foto Pexels/CCO

Esta tendência, obviamente, não se resume a Portugal. Há vários clubes patrocinados por sites onde é possível realizar apostas desportivas. Real Madrid e AC Milan são dois dos exemplos de clubes de futebol que já estamparam o logo de casas onde é possível realizar esse tipo de investimento. Ainda, há vários anúncios nas laterais de campo em diversos eventos desportivos – notoriamente os campeonatos nacionais de futebol.


Na Inglaterra, onde as apostas desportivas já fazem parte da cultura nacional e é possível apostar em praticamente qualquer coisa, também é possível observar esse tipo de negócio aliado a clubes. O Stoke City e o Nottingham Forest são dois bons exemplos. Para se ter ideia de como esta tendência já é cultural no Reino Unido, ficou famoso o caso do avô que apostou que o neto um dia jogaria pela seleção nacional de futebol da Inglaterra.

Essas motivações deixam o desporto ainda mais interessante. Aliadas a outros factores como o avanço das novas tecnologias – agora facilmente acessíveis a todos -, a nova lei protetora e o aumento do leque de jogos e de plataformas de apostas online, fazem com que o número de jogadores, o investimento e, consequentemente, o seu retorno, cresça de dia para dia no nosso país e pelo mundo inteiro.

Continuar a ler...
Publicidade
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

Desporto

Bruno Almeida reforça Santa Clara

Publicado

em

Por

Bruno Almeida, de 25 anos, vai alinhar na I Liga de futebol ao serviço do Santa Clara por empréstimo do Trofense, anunciou o emblema açoriano.

“A Santa Clara Açores – Futebol, SAD vem por este meio anunciar a chegada do atleta Bruno Almeida, proveniente do Clube Desportivo Trofense por cedência temporária e que contempla opção de compra”, avança o clube em nota de imprensa.

O médio atacante, que também pode ocupar a função de avançado, conta com passagens pelo Padroense e Paços de Ferreira (nos escalões de formação), pela Sanjoanense, Bustelo, Pedras Rubras, Anadia, Estoril e Trofense, clube que representava desde da época 2018/19.

Messi, como também é conhecido Bruno Almeida, foi um dos destaques na subida do Trofense à segunda Liga e também um atleta em destaque na época passada apontando 10 golos e cinco assistências [em 34 jogos].

Já esta época foi preponderante para a vitória do Trofense no primeiro jogo do campeonato, frente à BSad, apontando dois golos.

Continuar a ler...

Desporto

Trofense venceu a BSAD ao cair do pano

Bruno Almeida ‘bisou’ e fez o golo da vitória do Trofense sobre a BSAD por 3-2, na primeira jornada da II Liga portuguesa de futebol, com uma expulsão para os lisboetas e um penálti desperdiçado por Djalma.

Publicado

em

Por

Bruno Almeida ‘bisou’ e fez o golo da vitória do Trofense sobre a BSAD por 3-2, na primeira jornada da II Liga portuguesa de futebol, com uma expulsão para os lisboetas e um penálti desperdiçado por Djalma.

Contra a corrente do jogo, Edgar Pacheco inaugurou o marcador para a BSAD, aos 35 minutos, mas a tarefa ficou complicada quando Tembeng viu dois cartões amarelos e foi expulso no mesmo minuto (37).

No segundo tempo, Bruno Almeida empatou, aos 65 minutos, Okitokandjo assinou a reviravolta (76) e, já depois de Djalma desperdiçar uma grande penalidade (86), Luís Mota ‘gelou’ o estádio com o golo do empate, mas Bruno Almeida devolveu a alegria aos trofenses com o golo da vitória, aos 90+5 minutos.

Num primeiro tempo em que o Trofense desperdiçou várias oportunidades para chegar à vantagem, a equipa de José Maria Pratas colocou-se na frente do marcador numa jogada de insistência, com Kikas a servir Edgar Pacheco que desviou de Miguel Santos.

Nos festejos, Tembeng levou cartão amarelo por demorar a regressar ao seu meio-campo e, no reatamento, entrou fora de tempo sobre Vasco Rocha, recebendo o segundo amarelo e respetiva ordem de expulsão antes do intervalo.

Sem alterações ao descanso, Okitokandjo ficou perto de marcar por duas vezes, Alisson Safira e Gustavo Santos tiveram um golo anulado para cada lado por fora de jogo e Bruno Almeida rematou ao poste, ainda dentro dos primeiros 10 minutos do segundo tempo.

Os lisboetas conseguiram suster a pressão e até chegaram à frente com perigo, mas num lance de insistência, o recém-entrado Djalma trabalhou bem sobre a direita e serviu de bandeja Bruno Almeida que rematou colocado para o empate.

Publicidade

A igualdade quebrou o espírito anímico da BSAD e, pouco depois, Andrézinho, que tinha saltado do banco, isolou Okitokandjo com um grande passe picado, o neerlandês recebeu de peito, tirou Álvaro Ramalho da frente e empurrou para a baliza deserta, assinando a reviravolta.

No entanto, o maior dramatismo ficou guardado para os últimos minutos, com Djalma a falhar uma grande penalidade, no reatamento Daniel Liberal desperdiçou um ataque em superioridade numérica e, após o pontapé de baliza, Jójó ganhou dois lances divididos de cabeça e isolou Luís Mota que ‘disparou’ para o golo do empate.

Nos últimos segundos, Djalma e Bruno Almeida construíram sobre a esquerda e, já dentro de área, o angolano serviu o português que rematou forte ao primeiro poste e ‘selou’ a vitória para Sérgio Machado.

Continuar a ler...

Edição Papel

Comer sem sair de casa?

Facebook

Farmácia de serviço

 

arquivo

Neste dia foi notícia...

Ver mais...

Covid-19

Pode ler também

} a || (a = document.getElementsByTagName("head")[0] || document.getElementsByTagName("body")[0]); a.parentNode.insertBefore(c, a); })(document, window);