A Académica precisou das grandes penalidades para bater o Trofense, do Campeonato Nacional de Seniores, e passar à próxima fase da Taça de Portugal em futebol, em jogo da quarta eliminatória, disputado na Trofa.

Os locais desperdiçaram duas grandes penalidades com Hélder Sousa a atirar ao poste e João Pedro a permitir a defesa de Lee, acabando por sucumbir perante um adversário de escalão superior que curiosamente começou a jogar melhor quando ficou, aos 68 minutos, reduzido a dez jogadores.

O Trofense – que trazia no currículo as vitórias sobre o Santa Clara (1-0) e o Atlético (nas grandes penalidades após um empate 2-2) que arredaram estas equipas da II Liga desta prova – começou por cima e a controlar bem o meio campo, mas as oportunidades de golo tardaram em aparecer.

A Académica – que face ao último jogo (empate 1-1 em casa do Estoril para o campeonato) só repetiu no ‘onze’ quatro jogadores Ricardo Nascimento, Ofori, Obiora e Rui Pedro – reagiu, organizou-se e aos 35 minutos, Ivanildo de livre obrigou o guardião nortenho a mostrar reflexos e atirar para canto. Três minutos depois, aos 38, Rony atirou ao lado, numa recarga após cabeceamento de Rui Faria.

Na segunda parte a equipa de Coimbra começou melhor com remates de Ivanildo (50 minutos) e Gonçalo Paciência (63) a saírem ao lado, mas aos 68 ficou reduzida a dez jogadores porque Ofori viu o segundo amarelo ao parar em falta Rony.

O Trofense reequilibrou o jogo e aos 88 minutos João Pedro quase surpreendeu o guardião visitante com um cruzamento largo e de longe, mas as equipas não conseguiram evitar o prolongamento, 30 minutos em que só se viu Académica, mais propriamente Gonçalo Paciência que aos 99 atirou por cima, aos 109 à trave e aos 115 para grande defesa de Russo.

Fonte: Lusa