rss

Festas de Santa Eulália alegraram S.Romão

santa-eulalia 

A manter a tradição, as festas em honra de Santa Eulália voltaram a realizar-se, trazendo às ruas da freguesia muita gente durante os quatro dias das festividades. Nelo Silva foi "cabeça de cartaz" do certame que a comissão de festas considera ter superado as expectativas.

As Festas de Santa Eulália são uma das imagens de marca da freguesia de S.Romão do Coronado, paralelamente às de S. Bartolomeu, que se intercalam, ocorrendo uma das festas a cada ano.

As comemorações tiveram início sexta-feira, dia 7, sendo a responsabilidade da abertura atribuída ao Grupo de Hip Hop "LOL Dance", da Associação do Coronado. De seguida subiu ao palco o Festival de Folclore, onde actuaram o Rancho Folclórico de S.Romão do Coronado, Rancho Folclórico de Alvarelhos, Association Culturelle et Créative Unidos de Sartrouville (França) e Rancho Folclórico da Lavra. Para encerrar a noite, o céu iluminou-se com uma sessão de fogo e para os mais atrevidos "soltou-se" uma vaca de fogo.

A manhã de sábado começou com os sons do grupo de Zés Pereiras "Juventude em Força", mas o ponto alto de dia 8 estava reservado para a noite, com a actuação de Nelo Silva, à qual se seguiu fogo de jardim e duas vacas de fogo.

A alvorada no Domingo deu-se com uma Salva de Morteiros, ouvindo-se de seguida a Banda de Música Filarmónica Boa Vontade Lorvarense. Já da parte da tarde, a animação musical esteve a cargo da Fanfarra dos Bombeiros Voluntários de Moreira da Maia.

As manifestações de fé estiveram presentes na Missa Solene em Honra de Santa Eulália, da parte da manhã, e à tarde a Procissão, que contou com doze andores.

A animação da noite trouxe ao palco o espectáculo de variedades com a "Orquestra Millenium" e seguidamente os habituais fogos de jardim e peça de artifício móvel.

Segunda-feira marcou o fim das festividades, onde actuaram os finalistas do Concurso de Karaoke que a Comissão de Festas organizou numa das suas iniciativas para reunir fundos para esta festa, Joana Costa e Ana Costa, em seniores e juniores. Os Maxi Show marcaram também presença, antes do encerramento com fogo de Jardim e vaca de fogo.

A Comissão de Festas fez um balanço bastante positivo da Festa: "as nossas expectativas foram superadas, tendo em conta que começamos a trabalhar em Novembro e tivemos pouco tempo para reunir fundos, além de toda esta época de crise que acaba por trazer repercussões neste tipo de organizações".

Vítor Martins, Presidente da Comissão, garante que a adesão do público foi muito semelhante em ambos os dias, mas "possivelmente sábado tivemos mais gente, por ser fim de semana e pela atracção musical"

A Festa foi orçamentada em trinta mil euros, dinheiro este que a comissão foi recolhendo ao longo dos meses de trabalho, através da realização de várias iniciativas para reunir fundos, entre elas o sorteio de Natal, as Janeiras, desfile de Carnaval e leilão de oferendas, o sarrabulho, noite de fados, o passeio a Santiago de Compostela e o concurso de Karaoke.

O grupo de trabalho contou apenas com 12 elementos, presididos por Vítor Martins. O presidente da Comissão garantiu ao NT que "é difícil arranjar pessoas com disponibilidade para enveredarem neste projecto. É bem mais fácil haver gente a criticar que a ajudar". "Era importante uma maior união das associações da terra. Este ano já conseguimos uma maior proximidade, mas seria bom para ambas as partes haver interacção, e daí aproveito para agradecer a Associação do Coronado pela actuação dos LOL Dance e ao Rancho de S.Romão".

A Comissão de Festas aproveitou a reportagem do NT para agradecer "aos patrocinadores, à Câmara Municipal da Trofa, Junta de Freguesia de S.Romão do Coronado, a Agostinho Carvalho que contribui com o Karaoke, à população que acompanhou nas Janeiras e a todos aqueles que sem fazer parte da comissão deram uma ajuda preciosa". Vítor Martins deixou ainda o agradecimento aos seus colegas de comissão, pela lembrança que lhe foi oferecida.

Guilherme Ramos, presidente da Junta de Freguesia de S.Romão do Coronado enalteceu o trabalho da Comissão de Festas, afirmando que "em tempos como estes é de louvar que não se desista destes projectos. Estas festividades são importantes para a freguesia e prova disso é a grande adesão que estes dias registam e que fazem divulgar o nome da nossa terra e dão a conhecer algumas das coisas que por cá se fazem".

O presidente romanense manifestou ainda o seu desejo dever "uma maior união entre as associações da freguesia e a própria comunidade, de forma a dar continuidade a estes certames, sem deixar que estes esmoreçam", concluiu.