19
Mon, Feb
3 New Articles

Edição 659

Ao longo do ano passado, a Cruz Vermelha da Trofa serviu quase dez mil refeições na Porta de Sabores e doou 10231 alimentos ao nível do apoio de emergência alimentar e do frigorífico solidário.

 

Em 2017, a delegação da Trofa da Cruz Vermelha Portuguesa serviu 9812 refeições na cantina social Porta de Sabores. Um número que representa um decréscimo relativamente a 2016, explicado pela “autonomização de muitos agregados por inclusão profissional” e pela “transferência de alguns agregados para o Programa Operacional de Apoio às Pessoas Mais Carenciadas (POAPMC)”. A explicação foi dada pela presidente da delegação, Daniela Esteves, que salientou que o POAPMC “é mais adequado a núcleos familiares de maior dimensão e potencia as competências de convivência e aptidão culinária nos agregados”. Atualmente, ao abrigo deste programa do Governo, a Cruz Vermelha está a apoiar mensalmente 229 pessoas.
No ano passado, registou-se também uma diminuição de apoios ao nível de emergência alimentar: foram 90, menos 82 que em 2016. “Este decréscimo tem-se verificado desde a extinção da Loja Social do concelho, onde o trabalho num único local, com as mesmas regras de forma concertada, trazia mais proximidade entre as instituições e destas com a comunidade”, afirmou Daniela Esteves.
Ainda assim, neste âmbito, verificou-se um aumento do número de alimentos doados, porque a delegação “conseguiu providenciar melhores cabazes alimentares”, acrescentou.

 

Leia a reportagem na íntegra na edição n.º 659 do jornal O Notícias da Trofa 

1ª Pagina

Videos TrofaTV em destaque

 

Siga-nos no facebook

» Farmácia de serviço na Trofa