19
Mon, Feb
3 New Articles

Edição 412

 

Empresa Eurico Ferreira patrocinou, pelo sexto ano consecutivo, os prémios de excelência aos melhores alunos da Escola Secundária da Trofa. Cerimónia encerrou Semana da Leitura.

 Débora Pereira é um dos exemplos de excelência na Escola Secundária da Trofa e o seu discurso demonstra-o. Na sessão de entrega dos prémios de mérito aos melhores alunos daquele estabelecimento de ensino, patrocinados pela empresa Eurico Ferreira, a jovem afirmou que tal como um jogo é feito de enigmas e desafios que temos que resolver para passar ao próximo nível, também a vida é assim, feita de obstáculos que temos que ultrapassar para atingirmos os objetivos. “E como algumas das portas que temos que abrir passam pela nossa formação, muitas delas eu consegui abrir nesta escola, com a ajuda de várias pessoas, por isso gostava de agradecer aos meus professores, porque além de educadores foram amigos, aos funcionários e também aos meus amigos, porque há muitos anos que trabalhamos juntos e fomos sempre uma turma muito unida e graças a isso tivemos todos bons resultados. E à minha família porque é o meu apoio em tudo. Queria também agradecer ao senhor Eurico Ferreira por nos reconhecer ao longo dos anos”, afirmou.

A cerimónia, que contou com a participação da presidente da Câmara Municipal da Trofa, Joana Lima e do Rotary Club da Trofa, representado por Antonio Pontes e estava inserida na Semana da Leitura e premiou os melhores alunos do 10º, 11º e 12º anos de escolaridade do ensino regular e profissional. Para além de receberem uma quantia em dinheiro, os jovens terão a possibilidade de fazer um estágio remunerado em período de férias escolares.

Depois de uma homenagem simbólica feita pela escola, o fundador da empresa sediada na Trofa afirmou que este patrocínio, iniciado em 2007, “não é um custo, mas sim um investimento”. “Este é um pequeno incentivo para as pessoas, mas as coisas pequenas fazem-se grandes. Eu próprio senti dificuldade por não ter instrução para chegar onde queria. Fui sempre ambicioso com o trabalho e tenho a ideia de que uma empresa só é boa se tiver bons profissionais”, referiu.

Paulino Macedo, presidente da Comissão Administrativa Provisória do Agrupamento de Escolas da Trofa, considera que “as menções de mérito, para além de premiar os bons resultados, promovem também o exercício de uma cidadania responsável e ativa, assim como estimula o gosto por aprender e a vontade de se superar”. E constituem também “um incentivo para as suas famílias manter o investimento na qualificação e escolaridade completa”, num “ano difícil”. A escola também tira dividendos deste reconhecimento, sublinhou, pois “cria estímulos e referências para estes e para todos os alunos que a frequentam”.

Joana Lima, presidente da autarquia trofense, sustentou que a participação da Eurico Ferreira nos prémios de mérito são “uma clara expressão que a escola é instituição aberta à comunidade e que a comunidade reconhece nela a capacidade de interação estreita para tornar mais eficazes os hábitos pedagógicos que aqui se praticam”. “O fundador (Eurico Ferreira) está ciente que a sustentabilidade de um negócio a longo prazo é indissociável do sentido de responsabilidade alargado com que é conduzido e da contribuição ativa do bem-estar das comunidades envolventes das zonas onde desenvolve a sua atividade”, acrescentou.

António Pontes, presidente do Rotary Club da Trofa, instituição que também está associada a estes prémios, salientou o exemplo de responsabilidade social dado pela empresa e de como estas parcerias “são uma alavanca fundamental para manter o espírito e um clima positivos” em “momentos difíceis como os que vivemos”.

Indo ao encontro desse desígnio, a aluna Débora terminou o seu testemunho incentivando todos os alunos da escola “a acreditarem”. “Acreditem que, se escolherem aquilo que gostam de fazer terão emprego e, por serem bons trabalhadores, terão sucesso e farão crescer o nosso País”.

No final da entrega dos prémios, os intervenientes e convidados foram o público de uma pequena peça de teatropreparada pela professora Luísa Rodrigues, com as turmas 801, 806 e 902.

 

Empresa Eurico Ferreira patrocinou, pelo sexto ano consecutivo, os prémios de excelência aos melhores alunos da Escola Secundária da Trofa. Cerimónia encerrou Semana da Leitura.

 Débora Pereira é um dos exemplos de excelência na Escola Secundária da Trofa e o seu discurso demonstra-o. Na sessão de entrega dos prémios de mérito aos melhores alunos daquele estabelecimento de ensino, patrocinados pela empresa Eurico Ferreira, a jovem afirmou que tal como um jogo é feito de enigmas e desafios que temos que resolver para passar ao próximo nível, também a vida é assim, feita de obstáculos que temos que ultrapassar para atingirmos os objetivos. “E como algumas das portas que temos que abrir passam pela nossa formação, muitas delas eu consegui abrir nesta escola, com a ajuda de várias pessoas, por isso gostava de agradecer aos meus professores, porque além de educadores foram amigos, aos funcionários e também aos meus amigos, porque há muitos anos que trabalhamos juntos e fomos sempre uma turma muito unida e graças a isso tivemos todos bons resultados. E à minha família porque é o meu apoio em tudo. Queria também agradecer ao senhor Eurico Ferreira por nos reconhecer ao longo dos anos”, afirmou.

A cerimónia, que contou com a participação da presidente da Câmara Municipal da Trofa, Joana Lima e do Rotary Club da Trofa, representado por Antonio Pontes e estava inserida na Semana da Leitura e premiou os melhores alunos do 10º, 11º e 12º anos de escolaridade do ensino regular e profissional. Para além de receberem uma quantia em dinheiro, os jovens terão a possibilidade de fazer um estágio remunerado em período de férias escolares.

Depois de uma homenagem simbólica feita pela escola, o fundador da empresa sediada na Trofa afirmou que este patrocínio, iniciado em 2007, “não é um custo, mas sim um investimento”. “Este é um pequeno incentivo para as pessoas, mas as coisas pequenas fazem-se grandes. Eu próprio senti dificuldade por não ter instrução para chegar onde queria. Fui sempre ambicioso com o trabalho e tenho a ideia de que uma empresa só é boa se tiver bons profissionais”, referiu.

Paulino Macedo, presidente da Comissão Administrativa Provisória do Agrupamento de Escolas da Trofa, considera que “as menções de mérito, para além de premiar os bons resultados, promovem também o exercício de uma cidadania responsável e ativa, assim como estimula o gosto por aprender e a vontade de se superar”. E constituem também “um incentivo para as suas famílias manter o investimento na qualificação e escolaridade completa”, num “ano difícil”. A escola também tira dividendos deste reconhecimento, sublinhou, pois “cria estímulos e referências para estes e para todos os alunos que a frequentam”.

Joana Lima, presidente da autarquia trofense, sustentou que a participação da Eurico Ferreira nos prémios de mérito são “uma clara expressão que a escola é instituição aberta à comunidade e que a comunidade reconhece nela a capacidade de interação estreita para tornar mais eficazes os hábitos pedagógicos que aqui se praticam”. “O fundador (Eurico Ferreira) está ciente que a sustentabilidade de um negócio a longo prazo é indissociável do sentido de responsabilidade alargado com que é conduzido e da contribuição ativa do bem-estar das comunidades envolventes das zonas onde desenvolve a sua atividade”, acrescentou.

António Pontes, presidente do Rotary Club da Trofa, instituição que também está associada a estes prémios, salientou o exemplo de responsabilidade social dado pela empresa e de como estas parcerias “são uma alavanca fundamental para manter o espírito e um clima positivos” em “momentos difíceis como os que vivemos”.

Indo ao encontro desse desígnio, a aluna Débora terminou o seu testemunho incentivando todos os alunos da escola “a acreditarem”. “Acreditem que, se escolherem aquilo que gostam de fazer terão emprego e, por serem bons trabalhadores, terão sucesso e farão crescer o nosso País”.

No final da entrega dos prémios, os intervenientes e convidados foram o público de uma pequena peça de teatropreparada pela professora Luísa Rodrigues, com as turmas 801, 806 e 902.

1ª Pagina

Videos TrofaTV em destaque

 

Siga-nos no facebook

» Farmácia de serviço na Trofa